Educação

Formação do professor e sua inclusão digital

Este artigo trata da temática referente ao desenvolvimento do E-Book digital e à formação do professor e sua inclusão digital para as práticas pedagógicas no ensino superior na modalidade EAD, a importância dessa formação tecnológica utilizando a plataforma Moodle como base de estruturação para cursos de formação, capacitação e oficinas docentes.

O Moodle fornece um espaço de aprendizagem como um processo dinâmico, baseado no construcionismo social e vem atender as necessidades do professor e aluno. Destaca-se por proporcionar à colaboração mútua dos participantes, o cooperativismo, a troca e compartilhamento de materiais, fóruns, salas de bate-papo, questionários, pesquisas, coleta e revisão de tarefas, diários e avaliação entre colegas no ensino à distância e que podem ser utilizadas numa disciplina presencial ou parcialmente presencial.

A metodologia aplicada terá como base a pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa, numa perspectiva de pesquisa experimental, com a técnica de coleta dos dados a partir de entrevistas e a análise de dados com a aplicação da análise de conteúdo. Ainda, não temos resultado da pesquisa, porque ela está sendo aplicada.

Dapper Web Design

Na atualidade, pode-se perceber o crescente aumento da modernidade tecnológica através das “máquinas inteligentes”.

(2001, p. 10)

Belloni

As tecnologias digitais estão presentes em todas as esferas da vida social, no trabalho, no lazer e nos processos educativos. Por isso, é visível o aumento da necessidade de que a escola seja incluída nesses avanços tecnológicos dos tempos contemporâneos.

A escola deve integrar as tecnologias de informação e comunicação porque elas já estão presentes e influentes em todas as esferas da vida social, cabendo à escola, especialmente à escola pública, atuar no sentindo de compensar as terríveis desigualdades sociais e regionais que o acesso desigual a estas máquinas está gerando. Drucker (1999) apresenta uma comparação entre as duas grandes revoluções que invadiram a escola, a dos livros impressos e a outra a revolução tecnológica.

O autor defende uma linha de pensamento interessante, em que afirma que toda a tecnologia, apesar de sua relevância evisibilidade, não constitui a principal característica de mudança no ensino. Segundo ele, o fundamental é o redimensionamento do papel e da função da escola como um todo. “A tecnologia será importante, mas principalmente porque irá nos forçar a fazer coisas novas, e não porque irá permitir que façamos melhor as coisas velhas.” Drucker (1999, p. 189).

Para visualizar ou baixar o artigo completo clique aqui